fbpx

Dedicada a cuidar da saúde financeira dos seus clientes.

Selo AADCONCE Empresa associada

Saiba qual é o tipo de cobrança ideal para o seu negócio

Existem diversas formas de se cobrar um cliente, mas três maneiras específicas merecem destaque, pois são as mais comuns: a cobrança preventiva, a cobrança extrajudicial e a cobrança judicial. Conheça agora mesmo sobre cada uma delas e escolha a melhor opção para o seu negócio.

Cobrança Preventiva

A ação preventiva, como o próprio nome já induz, é feita antes do vencimento do débito ou logo após. Ela consiste na confirmação da data de pagamento, ou seja, se o boleto foi recebido e pago normalmente ou se aconteceu alguma coisa que venha a prejudicar o pagamento. Em outras palavras, é um lembrete ao cliente. Com isso, é possível que até o segundo mês de atraso o devedor seja cobrado de forma célere e eficaz, tentando evitar que a dívida se estenda ao terceiro mês e seja proposta ação judicial.

Cobrança Extrajudicial

A cobrança extrajudicial pode ser considerada como uma “continuação” da preventiva. Superada a etapa de envios de SMS, ligações, e-mail e Whatsapp alertando sobre a importância do pagamento do débito, inicia-se o envio de notificações extrajudiciais, informando ao devedor os riscos que são impostos pela legislação quando do ingresso com ação judicial. Nela, procura-se esclarecer ao devedor que o pagamento do débito evita uma possível penhora nas contas bancárias, penhora do imóvel, bem como a inscrição do nome do devedor no SPC e SERASA.

Cobrança Judicial

Por fim, o meio judicial é proposto após o terceiro mês de atraso, apesar da legislação não determinar prazo mínimo para o ajuizamento de ação de cobrança ou de execução de título extrajudicial, é razoável que a ação seja protocolada somente após 90 (noventa) dias de atraso. Vale ressaltar que a opção de ação judicial deve ser a última instância da régua de cobrança, pois, além da morosidade da justiça, há custos judiciais para cada demanda, portanto, o condomínio ou empresa terá que arcar com todos os valores para que a ação seja analisada e siga seu trâmite regular e, havendo previsão legal, existe a possibilidade de o devedor pagar as custas judiciais dispendidas pela empresa ou condomínio.

Agora que você entendeu um pouco sobre cada tipo de cobrança, nos procure para escolhermos juntos a solução para o seu negócio. Entre em contato conosco agora mesmo e saiba como nós podemos te ajudar!