fbpx

Dedicada a cuidar da saúde financeira dos seus clientes.

Selo AADCONCE Empresa associada

Crédito recorrente: uma aposta que pode valer a pena

O pagamento recorrente é utilizado para cobrança de produtos ou serviços com uma frequência determinada, geralmente por meio de planos, assinaturas e mensalidades. Por isso, ele é muito adotado em mensalidades escolares, de academias, cursos online e envio de produtos selecionados, como vinhos, livros e produtos de maquiagem. Logo, conhecer essa modalidade de pagamento pode ajudar na estratégia dos negócios. Confira um pouco mais sobre isso abaixo.

Como funciona o crédito recorrente?

Para emitir e receber de forma recorrente, muitos negócios e profissionais autônomos têm optado por um intermediador de pagamentos. Desta forma, basta criar uma conta gratuita e começar a emitir. Geralmente, a tarifa só é cobrada por essas plataformas quando o pagamento é confirmado.

Com isso, é possível definir o tipo de cobrança: por boleto, carnê ou cartão. A partir dessa definição, o comprador pode receber um boleto automático dias antes do vencimento, obter um carnê com todas as parcelas disponíveis ou ainda ter o valor debitado automaticamente na cobrança no cartão de crédito. O número de parcelas da cobrança pode ser definido a partir de um prazo específico ou por tempo indeterminado.

As indicações para o crédito recorrente

Para quem trabalha com serviços prestados continuamente ou com assinaturas de produtos, a utilização do pagamento recorrente é a principal escolha. No entanto, mesmo que todo o modelo de negócio não seja voltado para esse meio de pagamento, é possível criar produtos e serviços que ofereçam uma renda frequente para as organizações.

 

Como resultado vem a redução da inadimplência

No Brasil, a taxa de inadimplentes é uma das principais dificuldades de quem tem um negócio. Só em abril de 2019, 63,4 milhões de brasileiros integravam o número de devedores no país, de acordo com o Serasa Experian. Nesse contexto, vender a prazo ou parcelar compras sem um meio formal de cobrança, pode ser considerado um risco.

A utilização de métodos de pagamentos recorrentes poderá diminuir a inadimplência, auxiliar na gestão do seu negócio e automatizar processos. Dessa forma, a cobrança pode ser realizada no cartão de crédito do consumidor ou pelo Débito Direto Autorizado de boletos e parcelas de carnês. Ainda é possível contar com ferramentas para enviar lembretes das cobranças aos clientes. Assim, o recebimento das faturas sempre em dia poderá reduzir o risco de esquecimento e aumentar a possibilidade de pagamento da cobrança dentro do prazo estipulado.

Gostou? Então compartilhe essa dica com seus amigos empreendedores. Caso tenha alguma dúvida, clique aqui agora mesmo e fale conosco!